24.1.11

 

Caros Companheiros e Companheiras,

 

 

Há duas semanas atrás recebi a minha convocatória para estar presente numas mas largas centenas de mesas de votos espalhadas de norte a sul do país. Como cidadão, com sentido cívico e, no meu sentido de dever perante a situação de eleições nacionais, lá fui eu como Secretário para a mesa de voto n.º3 da Escola n.º111 da Freguesia de São João de Brito.

 

Como é usual da minha parte, levo sempre o meu portátil para a minha mesa, pois, sei sempre, que existe algum cidadão distraído, que leva consigo o seu simplex na sua carteira com a modesta ideia que dá para tudo.

 

Nos actos eleitorais nesta freguesia é normal, ou melhor, prática usual, dos eleitores só aparecerem por volta das 10:20 da manhã, logo depois da primeira missa da manhã. Largas filas formam-se à porta da minha mesa, visto, tratar-se de uma mesa de voto que abrange uma faixa etária muito idosa, como eu "carinhosamente" costumo designar, os velhos guerreiros do 25 de Abril.

 

Mas as filas, as resmunguices e a desgraça para conseguir despachar todas as pessoas é frequente neste tipo de situações, contudo, desta vez foi largamente diferente.

 

As presidenciais 2011 foram desastrosas nas mesas de voto, um escândalo total e desmesurado, o que se passou com os cartões de cidadão, o simplex deste governo socialista.

 

Passei meia manhã enfiado no meu portátil a verificar no site do portal do eleitor o número de eleitor de grande parte dos eleitores da freguesia, tanto da minha mesa, como das outras 9 mesas de voto. O mais caricato desta situação, é que os eleitores queixam-se que o Instituto do Registo Civil informa os cidadãos, que o cartão é para tudo, para tudo? Ontem viu-se o quanto é verdadeiro esta estranha afirmação. Foi um caos, mas isto não foi o pior, o pior é quanto eleitores que vivem na freguesia à anos e aparecem registados em Carnide, na Moita, em Paço de Arcos em Oeiras, em Santa Maria dos Olivais ou, no cumulo dos cúmulos, como eleitores desconhecidos. Eleitores desconhecidos? Eleitores que eu conheço da freguesia? Alguma coisa está mal!

 

Às 12:40 aparecem na escola os jornalistas da sic, em que, tentam saber como se encontra o acto eleitoral. São informados dos problemas existentes derivado ao fracasso do cartão de cidadão, também alguém lhes informa, que sou eu que está a tentar resolver da melhor forma possível o problema instaurado pelo simplex governamental. O jornalista, pretende assim falar comigo relativamente a esta situação anormal e bastante desagradável ao eleitor.

 

O telejornal Sic das 13:00 abre assim, com um directo na escola n.º 111, que no qual sou entrevistado directamente para um Portugal continental e ilhas, sobre o maravilhoso cartãozinho azul que deu a maior bronca da sua história. Falo sobre os problemas do cartão derivado ao facto de não se dar às freguesias o leitor do cartão electrónico, entre nós, não se faz omeletes sem ovos, continuando, discurso sobre os problemas electrónicos do cartão, derivado ao facto de os eleitores aparecerem registados em locais totalmente diferentes da sua área de residência, tendo como consequência, não votarem e, assim, concordo plenamente com o famoso Governo Sombra, que no qual sou fã, existe dois tipos de abstenção, aqueles que não queriam votar e aqueles que queriam mas o cartão não deixou votar.

 

Às 13:45, sou informado que vou ser novamente entrevistado em directo para a Sic Noticias às 14:00. Assim, chagando à dita hora, volto novamente a vincar sobre o assunto do problema do cartão que não tem nada de simples, mas sim, de muito complicado. Acrescentando a este problema um novo problema, o site tinha ido abaixo. Às 14:00 o site oficial para poder-se obter o número de eleitor tinha bloqueado, assim, se os problemas já eram enormes, mais se complicou.

 

Com tantos problemas instaurados, tive de informar os eleitores para deslocarem-se à junta de freguesia, pois já não os podia ajudar.

 

Com o final das eleições e, depois de tantos percalços, na minha mesa ganhou, e bem, o Excelentíssimo Presidente Aníbal Cavaco Silva com 445 votos.

 

Cumpri o meu dever, como cidadão quando votei, como agente político cívico quando estive presente na mesa e na ajuda que prestei a largas dezenas de eleitores ao fornecer-lhes a ajuda electrónica do meu portátil, como membro do PSD, por ter informado o país dos erros gravíssimos deste governo socialista.

 

Chegando ao fim de tudo, fico feliz, por conseguir levar o Governo a ter de prestar contas e ter de apurar responsabilidades sobre este cartão.

 

 

http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5ghFk0zo1p7fw1522_-EG2FfEiBrg?docId=12027040

 

http://noticias.pt.msn.com/Politica/article.aspx?cp-documentid=155949184

 

http://sic.sapo.pt/online/video/informacao/noticias-pais/2011/1/dir-geral-da-administracao-interna-admite-dificuldades-no-acesso-ao-portal-do-eleitor23-01-2011-1911.htm

LinkUma ideia de Ricardo de Moraes e Soares
Editado por JSD Secção B em 31/01/2011 às 13:34, às 08:30  Opinar

Mensagem do Presidente

Bem-vindo ao blog da B. A Secção B sempre se distinguiu por uma forma de estar na Política, fazer Política, mas principalmente pensar Politica. Este espaço é disso representativo: um local de debate, troca de ideias e ideais. Participa, temos as portas abertas a todos os contributos! Abraço e até já! Guilherme Diaz-Bérrio
Queres saber mais? Procura-nos:
No Twitter através de http://twitter.com/JSDSeccaoB No Facebook em http://www.facebook.com/pages/JSD-Seccao-B/105330659538096?ref=mf Ou enviando-nos um e-mail a solicitar a inscrição na mailing list para seccaob.jsd@gmail.com
Notícias

Presidenciais

Acreditas em Portugal? Se acreditas no teu país e num bom Presidente, vota em algúem que tem competência, experiência de vida e que respeita os interesses do teu país. Dia 23 de Janeiro, VOTA Cavaco Silva
Órgãos da Secção
. MESA DO PLENÁRIO Presidente:
João Gomes da Silva
Vice-Presidente:
Inês Palma Ramalho
Secretário:
Ana Sofia Lamares
Suplentes:
Sara Castanho
Nuno Martins
José Carlos Pereira

. COMISSÃO POLÍTICA Presidente:
Guilherme Diaz-Bérrio
Vice-Presidentes:
João Prazeres de Matos
Joana Tenazinha
Michael Dean Fialho
Secretário-Geral:
Diogo Santos
Vogal:
Nuno Miller Bastos
Essi Leppänen da Silva
Ivan Roque Duarte
Leonor Vieira
Luís Miguel Frias Figueiredo e Oliveira
Maria Inês Bandeiras
João Lemos Esteves
Ricardo Soares
Suplentes:
Rita Fidalgo Fonseca
Miguel Botelho
Ana João Pissarra
Jorge Pinheiro
Isabel Domingues
Luís Santos
Raquel Vilão
Vasco Borges Moreira
Tiago Venâncio de Matos
Filipe Carvalho
Abel Silva
Inês Rocheta Cassiano
Ricardo Monteiro
Política de Verdade
Pesquisa no Blog
 
Think Tank
Onde estamos
Morada:
Campo Pequeno, 16-3º, Lx

E-mail: seccaob.jsd@gmail.com

Analytics