3.9.09

 

                                         

A sabedoria da filosofia graga deixou-nos um legado que não podemso esquecer: a lição de que se os bons se abstiverem de participar na vida política, seremos dominados, liderados pelos maus, pelos mais medíocres da "pólis", da cidade, da colectividade. 

 

A verdade é que Portugal se confronta com uma das páginas mais trágicas da sua história do pós - 25 de Abril. É certo que, em termos económicos, o nosso país sempre se defrontou com dificuldades estruturais, decorrentes da sua tardia modernização e especialização económica. É certo que o problema das finanças públicas não é de hoje, agravado - há que dizê-lo -pela loucura voluntarista e irresponsabilidade dos socialistas, liderados pelo homem do Pântano (Guterres). Todavia, a crise que vivemos não é só uma crise económica ou essencialmente uma crise financeira, decorrente da crise internacional. Essa é a visão deturpada da realidade que tanto apraz a Sócrates, que a utiliza como manobra de diversão para esconder as suas fragilidades e a sua enormíssima incompetência. O pior é que enfrentamos uma crise de valores, uma crise que põe em causa o próprio fundamento democrático das instituições políticás. Este é para mim a pior herança que Sócrates vai deixar quando " morrer" politicamente em Setembro - a de que, através de uma política de subsídios, de utilização do património do Estado para condicionar os empresários, da cunha a camaradas de partido para ocupar determinados cargos, de utilização de grupos económicos para tomar de assalto grupos de comunicação social hostis ao governo, se pode atrofiar a sociedade civil. Sócrates durante quatro anos não teve um projecto para o nosso futuro colectivo - teve um projecto de poder pessoal que partilhava com o núcleo duro do PS. 

 

Sei que este balanço é muito negativo e muito pesaroso. Mas é a realidade: não nos iludemos, este é  rigorosamente o state of the art. Não nos podemos conformar com o estado a que o país chegou. Precisamos mais. Queremos muito mais. E, se há grupo social que nunca se deixou vergar perante a máquina de poder socialista, foram os jovens. São os jovens que com a sua irreverência, dinâmica e inconformismo podem transformar, renovar, criar algo de novo. Como? estimulando o pensamento e discussão política, cultivando a intervenção cívica e o sentido de responsabilidade para com o outro. Por isso, é que sinto honrado de pertencer à Secção B da JSD/Lisboa! Porque, enquanto outros preferem discutir os lugares para a lista de não sei quê, enquanto gastam energias e esforços a trazer (e a inventar!) militantes acriticamente só para fazer número, na B encontrei um espaço de reflexão, de troca de ideias e acção política, no sentido nobre do termo. 

 

Esse é o compromisso da seccão B - não se conformar com a perda de vitalidade da democracia fruto da governação de Sócrates, não abdicar do seu pensamento e linha de actuação política para fazer fretes políticos a A, B ou C: 

 

Caros companheiros, sejam, pois, bem-vindos ao blog da Secção B! Cá vos esperamos!    

LinkUma ideia de João Lemos Esteves
Editado por JSD Secção B às 17:38, às 16:29  Opinar

De João Lemos Esteves a 3 de Setembro de 2009 às 17:03
E uma palavra para o presidente da B que tanto estimulou a criação deste blog! Até aí se vê a força da B: um presidente que incentiva ao pensamento próprio, que prefere a divergência criativa e saudável ao unanimismo amorfo! Grande Presidente!


De Diogo Agostinho a 3 de Setembro de 2009 às 17:03
Um espaço onde convivem diversas pessoas com diferentes personalidades e gostos. Mas que denotam um respeito e admiração enorme.

De João Lemos Esteves a 3 de Setembro de 2009 às 17:07
E ainda uma referência a uma pessoa que marcou a JSD/secção B: NÉLSON FARIA! Um exemplo de honestidade, seriedade, rigor, inteligência e argúcia políticas.

Que pena ter já abraçado outros desafios superiores e bastante nobres! Que excelente presidente para a distrital (e quem sabe nacional) teríamos! A JSD perdeu um grande elemento apra já. Mas, quem sabe, se assim como Deus o chamou agora, não será o mesmo Deus a enviá-lo de novo para dar o sopro de renovação de que a vida política nacional precisa?

De Cesar Manuel Carvalheda Mendes a 3 de Setembro de 2009 às 17:13
Parabéns companheiro pela excelente iniciativa. Já agora deixo-vos o link do meu novo blogue.

http://obloguedomacho.blogspot.com/

Abraço

Cesar Manuel Mendes ( secção h )

De Essi Silva a 3 de Setembro de 2009 às 17:40
Há 3 anos comecei a dar os meus primeiros passos na Secção B e na JSD. Por mais aventuras e desventuras, continuo como sempre com o mesmo orgulho de pertencer a uma equipa fenomenal.

Quero agradecer a todos aqueles que me acolheram e a todos aqueles que me fazem gostar sempre mais daquilo que faço.

Obrigada a todos!


(E um agradecimento especial ao Nélson, Diogo A. e ao nosso fantástico Presidente, por me terem dado a mão há 3 anos para fazer parte deste projecto!)

De Maria Inês Bandeiras a 3 de Setembro de 2009 às 18:01
Antes de mais, queria congratular o João Lemos Esteves pelo excelente artigo. Não podia estar mais de acordo quando afirma que na B existe um "espaço de reflexão, de troca de ideias e acção política, no sentido nobre do termo". No entanto, queria ir mais longe ainda porque, apesar da "guerra" dos lugares, a JSD nacional mostra ao país que a juventude pode ser motivada. O contributo da nossa secção só acrescenta uma poderosa mais-valia ao trabalho que milhares de jovens têm vindo a desenvolver pelo país.

Viva a Secção B, viva a JSD!

Mensagem do Presidente

Bem-vindo ao blog da B. A Secção B sempre se distinguiu por uma forma de estar na Política, fazer Política, mas principalmente pensar Politica. Este espaço é disso representativo: um local de debate, troca de ideias e ideais. Participa, temos as portas abertas a todos os contributos! Abraço e até já! Guilherme Diaz-Bérrio
Queres saber mais? Procura-nos:
No Twitter através de http://twitter.com/JSDSeccaoB No Facebook em http://www.facebook.com/pages/JSD-Seccao-B/105330659538096?ref=mf Ou enviando-nos um e-mail a solicitar a inscrição na mailing list para seccaob.jsd@gmail.com
Notícias

Presidenciais

Acreditas em Portugal? Se acreditas no teu país e num bom Presidente, vota em algúem que tem competência, experiência de vida e que respeita os interesses do teu país. Dia 23 de Janeiro, VOTA Cavaco Silva
Órgãos da Secção
. MESA DO PLENÁRIO Presidente:
João Gomes da Silva
Vice-Presidente:
Inês Palma Ramalho
Secretário:
Ana Sofia Lamares
Suplentes:
Sara Castanho
Nuno Martins
José Carlos Pereira

. COMISSÃO POLÍTICA Presidente:
Guilherme Diaz-Bérrio
Vice-Presidentes:
João Prazeres de Matos
Joana Tenazinha
Michael Dean Fialho
Secretário-Geral:
Diogo Santos
Vogal:
Nuno Miller Bastos
Essi Leppänen da Silva
Ivan Roque Duarte
Leonor Vieira
Luís Miguel Frias Figueiredo e Oliveira
Maria Inês Bandeiras
João Lemos Esteves
Ricardo Soares
Suplentes:
Rita Fidalgo Fonseca
Miguel Botelho
Ana João Pissarra
Jorge Pinheiro
Isabel Domingues
Luís Santos
Raquel Vilão
Vasco Borges Moreira
Tiago Venâncio de Matos
Filipe Carvalho
Abel Silva
Inês Rocheta Cassiano
Ricardo Monteiro
Política de Verdade
Pesquisa no Blog
 
Think Tank
Onde estamos
Morada:
Campo Pequeno, 16-3º, Lx

E-mail: seccaob.jsd@gmail.com

Analytics